Viagem pela Turquia: conhecendo a pequena cidade de Selçuk

Apesar de ser, a cidade de Selçuk pode ser um dos lugares mais subestimados de todo o país. Isso porque muitas pessoas a visitam para ver as antigas ruínas de Éfeso, mas partem rapidamente, sem explorar as demais maravilhas dos arredores, que são muitas.

Vista da região central de Selçuk
  • História

Seu nome grego original, Agios Theologos (Άγιος Θεολόγος), referia-se a João, o Teólogo, porque o imperador Justiniano havia erguido ali uma basílica em homenagem ao santo. Depois passou a ser conhecida como Ayasuluk, quando começou a fazer parte do Principado Aydınoğulları em 1304 e juntou-se ao Império Otomano em 1426. Já em 1914, seu nome foi mudado de Ayasuluk para Selçuk e, após a Guerra da Independência, Selçuk, conhecido como Akıncılar, foi incluído na província de Izmir em 1957 e recebeu o título de distrito.

Selçuk já hospedou muitas culturas e vários vestígios podem ser vistos em seus monumentos históricos: o Templo de Artemis pertencente à civilização helenística, a Mesquita Isa Bey construída durante a Dinastia Seljuk e o Castelo Selçuk foi construído durante o período Otomano.

Ruínas espalhadas pela cidade são fragmentos de sua rica história
  • Atrações

Selçuk é um dos maiores museus a céu aberto da Turquia, justamente por ter sido um dos assentamentos mais importantes da Idade Antiga e ter preservado boa parte dos edifícios históricos.

Ruínas de Éfeso

Obviamente, a primeiro atração da nossa lista de coisas a fazer em Selçuk é visitar as antigas ruínas de Éfeso. Ao longo de muitos anos, arqueólogos e historiadores restauraram meticulosamente muitos marcos da antiga metrópole, como a Biblioteca de Celsus, casas com terraços romanos e um grande anfiteatro.

Você pode ler mais sobre Éfeso aqui.

Museu de Éfeso

Depois de terminar de visitar Éfeso, vá direto para este museu no coração da cidade. Algumas das melhores descobertas das antigas ruínas estão em exibição aqui, incluindo uma estátua de Artemis primorosamente esculpida, famosa por sua representação de vários seios da deusa. O destaque do museu para a maioria dos turistas é a Sala do Gladiador, com exposições dos achados da escavação do cemitério de gladiadores.

Fachada do museu

Parque Ahmet Ferahlı

O principal parque urbano da cidade é bem cuidado e arborizado e fica localizado no coração de Selçuk. Ao seu redor se localizam vários bares e restaurantes.

Casa da virgem maria

Acredita-se que nesta casa, localizada nos arredores de Selçuk, tenha morado Maria, mãe do filho de Deus, embora até hoje não haja confirmação oficial do Papa de que foi ali que ela passou seus últimos dias. Isso não impede que milhares de peregrinos todos os anos façam a jornada para orar na pequena casa de pedra.

Do terminal rodoviário da cidade partem vans e táxis que fazem o trajeto de ida e volta por pouco mais de 100 liras turcas.

Fonte da imagem: Wikipedia

Fortaleza de Ayasuluk

A Fortaleza de Ayasuluk fica na colina acima de Selçuk e é colonizado desde o período Neolítico, mas a fortaleza data da era bizantina, tendo sido ampliadas pelos seljúcidas. A poderosa parede fechada tinha 15 torres retangulares. Dentro das paredes, há vários restos de casas e uma pequena mesquita Seljuk. As vistas da cidade e da paisagem circundante são maravilhosas de lá. Os arqueólogos ainda estão escavando o local, por isso às vezes o local fica fechado para visitantes.

Basílica de São João

Foi construída por Justiniano I no século VI sobre o local onde acredita-se ter ocorrido o sepultamento de São João, o Apóstolo. Isso é justificado principalmente porque tanto a Virgem Maria quanto São João passaram um tempo em Éfeso. As ruínas desta basílica é também uma das Sete Igrejas do Apocalipse mencionadas no Novo Testamento da Bíblia.

A entrada da basílica

Mesquita Isa Bey

Esta mesquita da era Seljuk é um belo exemplo da arquitetura do século XIV da região. Suas altas paredes externas encerram um grande pátio com arcadas que conduz a um salão de orações com cúpula dupla. As grandes colunas de granito preto usadas na estrutura foram recicladas dos banhos romanos.

Para entrar, certifique-se de estar vestido apropriadamente, com ombros e joelhos cobertos. Visitantes do sexo feminino devem usar lenço na cabeça.

Fonte da imagem: Wikipedia

Aqueduto Romano

Correndo pelo centro de Selçuk está este aqueduto bizantino parcialmente preservado, que se tornou ainda mais uma atração turística nos dias de hoje por causa de uma série de ninhos de cegonha construídos em cima dele. O aqueduto se estende por St. Jean Caddesi antes de cruzar a estrada principal para a cidade para continuar sua marcha pela Inönü Caddesi.

Templo de Artemis

Apenas uma coluna solitária (encimada por um ninho de cegonha) é tudo o que resta do Templo de Artemis, que já foi uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Escavações realizadas pelo arqueólogo JT Wood aqui mostraram que o local foi originalmente ocupado por uma plataforma de pedra na qual estava a imagem de culto da deusa, enquanto abaixo havia salas onde oferendas votivas eram apresentadas.

O famoso e gigantesco templo de mármore das Sete Maravilhas foi construído no século 6 aC e ostentava 127 colunas.

Fonte da imagem: Wikipedia
  • Quantos dias ficar

Uma viagem de três dias é tempo suficiente para explorar toda Selçuk, já que a cidade não é grande e as atrações são próximas uma das outras, deixando um dia todo apenas para Éfeso, considerando que o sítio arqueológico é grande. Mas se você não tiver todos os dias disponíveis, em um dia você consegue visitar as principais atrações – eu visitei a cidade em um dia, deixando meio período para Éfeso e o restante do dia para as demais atrações.

  • Se localize

Localizada as margens do Mar Egeu, no oeste da Turquia, Selçuk é um distrito pertencente a Província de Izmir. Em 2020 tinha pouco mais de 37 mil habitantes.

A cidade é facilmente acessada de trem e ônibus. Eu estava hospedado em Izmir e o trajeto entre as duas cidades de trem durou cerca de 1h30. É necessário pegar um trem na estação central de Izmir (cerca de 15 liras) e descer na estação de Selçuk – a maioria dos trens dessa linha não tem Selçuk como ponto final, então é necessário ficar atento a parada correta.

As fofas ruas do centro de Selçuk

Conheça o Museu a Céu Aberto da Capadócia aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *