Atrações em Americana, a princesa tecelã do interior de São Paulo

Americana, que no passado foi uma pequena vila de imigrantes americanos, é hoje uma das maiores, mais ricas e desenvolvidas cidades do interior de São Paulo. Com mais de 200 mil habitantes, Americana é conhecida nacionalmente pelas suas industrias têxteis, que há mais de um século fazem a cidade ser conhecida como Princesa Tecelã.

  • Informações práticas:

Nome: Americana
Estado: São Paulo
Fundação: 27 de agosto de 1875
População: 239 mil (2019) – 34° estado | 122° país
Gentílico: Americanense
IDH: 0.811 – 11° do estado entre 645 municípios
Distância até a capital: 126 km

Região Central de Americana
  • História

As primeiras ocupações nas terras que viriam a ser Americana são do final do século XVIII e se desenvolveram a partir de sesmarias da região. Já em 1866 chegaram os primeiros imigrantes norte-americanos, como o coronel, advogado e ex-senador William Hutchinson Norris, que se instalou na Fazenda Machadinho. Junto com William, dezenas de outras famílias de confederados vieram se refugiar e passaram a viver da agricultura. Mais tarde, foi a vez dos imigrantes italianos chegarem por aqui. Estes imigrantes, juntamente com a instalação da linha férrea da Companhia Paulista, ajudaram a desenvolver a Vila de Americana, que recebeu esse nome oficialmente em 1900.

Já em 1901, a então Fábrica de Tecidos Carioba, a maior da vila, é vendida para o comendador alemão Franz Müller, que a transforma em uma das maiores do país e trouxe crescimento para a região. Já em 1904, a Vila de Americana passa a ser Distrito de Campinas com o nome de Distrito de Paz de Vila Americana.

Já em 1924 é emancipado e se torna o município de Americana, então composto por duas vilas: a Vila Americana e a Vila de Nova Odessa, que viria a ser a cidade de Nova Odessa. Com o passar das décadas, a cidade foi crescendo até se tornar uma das mais populosas e ricas da Região Metropolitana de Campinas, graças, principalmente, ao setor têxtil, que mesmo com a crise que enfrentou na década de 1990, continua sendo o carro chefe da cidade, junto com o setor de serviços. Só para você ter uma ideia, são mais de 400 industrias têxteis, fazendo de Americana um dos principais pólos de produção de tecidos artificiais e sintéticas do continente.

Região Central de Americana
Região Central de Americana
  • Atrações

  • Parque Ecológico Municipal de Americana “Eng. Cid Almeida Franco”

A atração mais popular da cidade é conhecida como Zoológico de Americana, devido a grande quantidade de animais ali mantidos: são aproximadamente 400, entre répteis, aves e mamíferos – alguns deles vivem livres pelo parque. Toda a área do parque era, ao ser inaugurado em outubro de 1984, um local de plantação de árvores que depois seriam levadas para as praças da cidade.

Hoje, além do mini zoológico, o parque abriga espaço para caminhadas e exercícios, lagoa e uma pequena área de alimentação.

Com mais de 500 mil visitantes por ano, o parque aparentava estar abandonado na última vez que o visitei, infelizmente.

Endereço: Av. Brasil, 2525 – Jardim Ipiranga

  • Observatório Municipal

O OMA – Observatório Municipal de Americana foi inaugurado em 1980, tendo sido um dos primeiros do país. Localizado entre o Jardim Botânico e o Parque Ecológico, o Observatório tem um terraço para observação das estrelas, salas para palestras e exposições, biblioteca e laboratório de fotografia.

As visitas devem ser agendadas.

Endereço: Rua Itacolomi, 1.113 – Jardim Ipiranga.

  • Matriz Velha de Santo Antônio

A primeira Igreja Matriz de Americana foi construída no final do século XIX por imigrantes italianos e reconstruída em 1897, a partir de doações dos próprios imigrantes. Já a Paróquia de Santo Antônio foi aberta em 1900.

De arquitetura simples, passou a ser chamada de Matriz Velha, na década de 1950, depois que uma nova matriz foi construída.

Endereço: Praça da Matriz (continuação da Rua Capitão Corrêa Pacheco) – Centro.

  • Mercado Municipal

Inaugurado em julho de 1959 pelo então prefeito Abrahim Abraham, o pequeno Mercado Municipal presta homenagem à Luiza Padovani, uma das comerciantes mais antigas da região e que há mais de 50 anos mantém uma agropecuária no local.

Endereço: Av. Dr. Antônio Lobo, 55 – Centro

  • Complexo Carioba

Um dos mais importantes patrimônios históricos e arquitetônicos da cidade, Carioba foi a primeira vila operária de Americana, construída para abrigar os trabalhadores da indústria têxtil de mesmo nome. A vila abrigava cinema, clube, áreas esportivas e a casa do dono da fábrica, Herman Müller. Atualmente, a Vila Carioba funciona como um espaço cultural.

Endereço: Avenida Carioba, na altura dos n° 113 a 2001.

Vista aérea do complexo. Foto: Eduardo Motta Júnior (Wikipedia)
  • Basílica Santuário de Santo Antônio de Pádua

A Basílica de Americana é sem dúvidas uma das igrejas mais bonitas que já visitei no mundo e é o maior símbolo da cidade. Sua construção se iniciou em 1950, quando a antiga matriz já não acomodava o grande número de fiéis. O projeto foi feito pela empresa campineira Lix da Cunha e as majestosas pinturas internas foram feitas pelos irmãos italianos Pedro e Uldorico Gentilli. Pedro Gentilli acabou falecendo envenenado pela tinta que usava nas pinturas em 1968 – o quadro da morte de São José, que era pintado por ele na época, foi mantido inacabado.

Sua inauguração ocorreu em 1977 e em 2014 foi elevada a posição de basílica. É considerada uma das maiores igrejas neoclássicas do Brasil.

Endereço: Rua Vieira Bueno, 150 – Centro.

  • Praça Comendador Müller

A principal praça da cidade presta homenagem ao antigo dono da Fábrica de Tecidos Carioba. Bem arborizada, a praça tem uma fonte luminosa e dois monumentos: o busto do comendador Müller e o Monumento ao Soldado Constitucionalista, que homenageia os três jovens americanenses que morreram na Revolução de 1932.

  • Biblioteca Municipal

Fundada em 1955, a Biblioteca Municipal abriga um acervo com mais de 55 mil livros e tem público anual de 60 mil pessoas. Desde da década de 1980 ocupa o prédio onde funcionava o Grupo Escolar Heitor Penteado.

Endereço: Praça Comendador Müller – Centro.

  • Praça Tiradentes

Localizada na Avenida Bandeirantes, a Praça Tiradentes é uma das mais famosas da cidade. Bem arborizada, ela tem  floreiras e playground.

  • Se localize

 

Conheça Itatiba, a famosa cidade do caqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *