Viagem pela Bósnia e Herzegovina: visitando o lindo vilarejo de Počitelj

Počitelj (pronuncia-se “pro-chi-tel”) é simplesmente a aldeia mais bonita da Bósnia e Herzegovina e um dos lugares mais impressionantes que já visitei. Elegantemente situada em uma colina ao lado do rio Neretva, Počitelj parece uma pintura: um labirinto de ruas íngremes de paralelepípedos, antigas casas de pedra otomanas cobertas de vegetação, ruínas de muralhas, telhados de ardósia, uma mesquita e uma antiga fortaleza no ponto mais alto.

Viagem realizada em abril de 2019.

Típica rua da vila
  • História

A história de Počitelj vem de longe: desde meados de 1444 que seu nome é mencionado como uma das posses de Stjepan Vukčič, fundador do ducado semi-independente da Herzegovina. Ocupada pelos húngaros desde 1468, a vila foi conquistada pelos otomanos em 1471 após vários cercos malsucedidos. Tornou-se um importante centro administrativo local e logo após se tornou um entreposto comercial na estrada para a República de Ragusa (atual Dubrovnik na Croácia).

A partir do século XVI, assume o seu aspecto atual com a construção de edifícios otomanos. Ao longo dos anos, os novos ocupantes também reforçaram as fortificações medievais para conter várias tentativas de invasão veneziana nos séculos XVII e XVIII até perder sua importância no século XIX. Mas a criação de um centro internacional de arte (1961-1975) atraiu talentos como o pintor italiano Vittorio Miele.

Porém em 1993, quase toda a aldeia foi destruída pelas forças do Conselho de Defesa Croata (HVO) durante a sangrenta Guerra da Bósnia, enquanto a população esmagadoramente bósnia foi deportada. Vazia e em ruínas, a aldeia começou a renascer em 2003 graças à ajuda internacional, quando um projeto de restauração se iniciou (muitos especialistas, porém, criticam esse projeto por não seguir fielmente as características pré-guerra). Atualmente, a maioria dos cerca de 900 habitantes vivem na parte nova da aldeia, localizada atrás das muralhas, e o turismo se tornou sua maior fonte de renda – com muitos viajantes vindos principalmente de Mostar e de Dubrovnik.

Em 2007, este conjunto histórico foi inscrito na Lista Provisória da UNESCO objetivando sua eventual inclusão na Lista do Patrimônios Mundiais.

Parte nova da aldeia
  • Onde fica

Počitelj pertence ao município de Čapljina (de 28.000 habitantes), estando a 4 km à nordeste do centro de Čapljina, 16 km a nordeste de Metković (Croácia) e a 30 km ao sul de Mostar.

Para os turistas, a melhor maneira de se chegar à vila é através de carro alugado ou através de agências de turismo, pois o transporte público até o local poderá ser ineficiente ou demorado, dependendo da cidade de onde você está. Já o aeroporto mais próximo é o da capital Saravejo.

 

  • A minha visita

Eu visitei Počitelj durante uma viagem de 3 dias pela Bósnia e Herzegovina e curiosamente essa vila não estava no meu roteiro inicial (eu nem sabia que ela existia haha). Acontece que durante a minha estadia na cidade de Mostar, resolvi procurar por agências de turismo que iam até Kravice Waterfalls, as cachoeiras mais famosas do país. Depois de muito procurar, contratei um tour de 7 horas com a agência Explore Mostar (35 euros), onde além de Kravica, também visitaria Blagaj e Počitelj.

O passeio só seria no dia seguinte, então assim que voltei para o hostel onde estava hospedado, fui pesquisar um pouco mais sobre Počitelj e fiquei praticamente encantado pelas fotos que vi. Mas acredite, o lugar é bem mais bonito pessoalmente. Talvez por ter sido a última parada do day tour, tive a sensação que a vila era a cereja que faltava para embelezar o bolo.

Além do guia, eu estava com um norueguês e um grupo de simpáticas coreanas que conheci naquele dia mesmo, no início do passeio. Chegamos em Počitelj por volta das 15h e a van nos deixou em frente a um pórtico que é a entrada da antiga vila. Esse pórtico fica na parte mais elevada da encosta e fazemos todo o passeio em direção à parte mais baixa, onde a van estaria nos esperando no final do dia.

Pórtico de entrada
Nosso grupo de passeio

A partir daí, o guia nos dá algumas explicações sobre a história do lugar e nos deixa livres para conhecer suas belezas. Não há um caminho certo a seguir, sendo que o mais legal é ir caminhando pelas charmosas ruas e tirando muitas fotos, como eu fiz.

Típica rua da vila
Essas casas <3

Além disso, há alguns pontos turísticos de destaque no interior da vila e que você não pode deixar de visitar:

Casa Gavrankapetanović: construída no final do século XVI, abrigava os capitães de Počitelj que pertenciam à família Gavrankapetanović e é um exemplo típico da arquitetura residencial da vila, sendo também a única casa da cidade com quartos separados para homens e mulheres. A casa tornou-se residência de uma colônia de artistas entre 1961 e 1975, entre eles o pintor italiano Vittorio Miele. Durante a Guerra da Bósnia, a casa foi incendiada, tendo sido restaurada em seu estado original em 2003.

Fonte da imagem: https://montenegro-for.me/

Mesquita Šišman Ibrahim-pašina džamija ou Hajji Alija: construída em 1563 por Hajji-Alija, filho de Musa, foi reconstruída no século XVII por Šišman Ibrahim Pasha, sendo notável por sua acústica e forma abobada. A mesquita foi restaurada na década de 1970, mas foi gravemente danificada durante a Guerra da Bósnia em 1993. Ela foi novamente restaurada em 2002.

Muralhas: a parte velha da aldeia é cercada por uma grandiosa muralha que servia de proteção contra invasões. Bem altas, elas estavam fechadas no dia da minha visita, mas pelo que entendi, é possível subir no alto delas em alguns trechos.

Ruínas das muralhas
Ruínas das muralhas
Ruínas das muralhas

Kula Počitelj: possivelmente a atração mais famosa da cidade (e a mais bonita na minha opinião), o Kula é um forte em forma de silo que oferece vistas espetaculares para a aldeia a partir do topo da colina. Albergava vigias e militares como guarda contra possíveis invasões do vale do Neretva.

É possível entrar na grande torre, porém, não me aventurei pelas íngremes escadas que levam até o topo, pois elas não me pareceram muito seguras.

Sahat Kula: torre sineira localizada no lado sul da cidade velha. No topo há um mirante com vistas para o rio.

Já na parte baixa da vila, próximo às margens do rio Neretva, fica um pequeno estacionamento que serve como ponto de apoio aos turistas. Era lá que nossa van nos aguardava no final do passeio. Ali também há uma pequena feira onde artesões locais vendem produtos típicos.

Não vi restaurantes ou mercados abertos, então não sei informar com precisão se há opções bacanas para comer ali. Aliás, haviam pouquíssimas pessoas pelas ruas e não identifiquei turistas no local além de nós (talvez por ser um dia da semana). Essa ausência de pessoas aliado a arquitetura bucólica dá a impressão de “vila fantasma” ao lugar.

E esse era o final do nosso incrível tour por Počitelj. Ficamos aproximadamente 1h30 ali, tempo suficiente para andar pela maioria das ruas da vila, que como você pôde ver, é bem pequena, mas apaixonante.

Algumas outras fotos do dia: 

Parte baixa da vila

Olha eu admirando a vista

Viagem pela Eslovênia: tudo o que você precisa saber está aqui.

Conheça Bratislava, a vela capital da Eslováquia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *