Museu do Café: memórias e aromas em Santos

Conhecida por ser berço de ídolos do futebol como Pelé e Neymar, a cidade de Santos oferece aos turistas um convite para revisitar o passado através de sua herança histórica.
Santos ainda preserva em seu centro histórico um dos mais belos e importantes conjuntos arquitetônicos do país, com inúmeras igrejas, praças, monumentos e prédios públicos de diferentes períodos da nossa história. Porém, grande parte desse acervo é reflexo do grande desenvolvimento que a cidade teve entre 1850 e 1960 com a chegada e crescimento da produção de café no estado e da construção da ferrovia São Paulo Railway e do Porto de Santos. E boa parte da história desse período pode ser apreciado no Museu do Café, que através de exposições permanentes e temporárias, tem como objetivo maior mostrar a história do café e sua importância como uma potência econômica que se tornou uma das bebidas mais consumidas em todo o país.

Considerado o espaço cultural mais importante da cidade, o Museu do Café fica instalado na antiga sede da Bolsa Oficial do Café, construído graças ao grande aumento da produção do café e consequentemente das negociações. Isso porque o espaço até então utilizado passou a não suportar mais tal demanda, sendo necessária a construção de uma nova sede que representasse todo o poder e simbolismo do café, tomando proporções na esfera nacional, o grão tomou protagonismo econômico e financeiro, sendo importante não só para a cidade de Santos como também para a economia nacional. Com isso, em 1922, era inaugurado o grandioso palácio da Bolsa Oficial de Café na rua XV de novembro, coração do centro financeiro da cidade.

Com estilo eclético, o edifício já é uma atração a parte, contando com cúpulas de cobre, revestimentos em mármore, mobília em madeira nobre e várias obras de arte como pinturas e esculturas. Entre os inúmeros painéis e vitrais, o destaque vai para o grandioso vitral A República de Benedito Calixto. Além disso, o acervo incluí um interessante conjunto audiovisual, maquinários e indumentárias de época.

Representando não só um período histórico da cidade portuária, a visita ao Museu do Café pode render ao visitante uma bela aula, ou melhor, uma boa introdução da história da cidade e da própria produção e comercialização do grão. Cada andar do imenso edifico resgata os primórdios da produção de café, as formas de trabalho e relato dos cafeicultores.
O café trouxe para Santos um grande circuito de relações nacionais e internacionais, a potencialidade comercial do grão fez com que a cidade entrasse de forma interrupta nos trilhos do progresso, e é por essas e outras que a cidade abriga um dos centros históricos mais ricos do país.

Além de apreciar o belíssimo acervo do museu, não deixe de se deliciar na Cafeteria do Museu, localizado no térreo, que além de salgados, bolos e tortas, serve um café característico e com o certificado de excelência, sendo considerada por sete vezes a melhor cafeteria do litoral paulista pela Veja.

 

Pra quem ama café e é apaixonado por história, a visita do Museu do Café não pode ficar fora do seu roteiro de viagem!

Texto escrito em parceria com a também historiadora Milena Gomes.

  • Informações práticas

Nome: Museu do Café
Endereço: Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico. CEP: 11010-151 – Santos – SP
Telefone: (13) 3213-1750
E-mail: museudocafe@museudocafe.org.br
Horários: De terça a sábado, das 9h às 17h. Domingo, das 10h às 17h.
Abertura às segundas-feiras durante a temporada de verão.
Valores: R$ 10,00 – estudantes, funcionários da rede pública do Estado de São Paulo e terceira idade pagam meia-entrada.
Aos sábados, a entrada é gratuita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *