Arquitetura barroca em Praga: Jardim e Palácio Wallenstein

Primeiro grande prédio secular em estilo barroco de Praga, o Palácio Wallenstein e seus belos jardins são um monumento à ambição do comandante militar imperial Albrecht von Wallenstein, um dos homens mais ricos e influentes do Sacro Império Romano, que deixou seu legado nesse que é uma das construções mais bonitas da cidade.

  • O palácio

Albrecht von Wallenstein (1581-1634), mandou construir esse palácio com o intuito de ofuscar o Castelo de Praga. Para isso, entre 1624 e 1630, 26 casas tiveram que ser destruídas, além de três jardins e a olaria municipal. Porém, quando foi inaugurado, rapidamente se tornou uma das residências mais luxuosos da cidade. Só o magnífico salão principal, por exemplo, tem a altura de dois andares e exibe um afresco no teto que retrata o próprio Wallenstein como Marte, o deus da guerra, montado em uma charrete triunfal. O arquiteto, Andrea Spezza, e quase todos os artistas responsáveis pela decoração eram italianos.

Hoje, o palácio é utilizado para atividades estatais, sendo sede do Senado da República Tcheca – mas as vezes é aberto para concertos públicos.

Para mim, o ponto alto da impressionante arquitetura do palácio é a Sala Terrena, um grande salão aberto, com arcada clássica com três arcos, com entrada para os jardins. Muito comum nos palácios barrocos, a sala terrena do Wallenstein era usada para relaxamento, lanches da tarde e shows.

  • Jardim Wallenstein

O magnífico jardim foi construído em paralelo com o edifício do palácio e foi originalmente composto em estilo italiano. Sua divisão era provavelmente semelhante à divisão quadrada do jardim em Valdice, perto de Jičín. No século XVIII, o jardim foi alterado para uma forma mais natural e após a reconstrução do palácio nos anos 1950, sua aparência ficou mais próxima do conceito original, com fontes e lagos.

Em frente à Sala Terrena, uma fileira de estátuas de bronze de deuses e cavalos foram criados por um importante escultor holandês chamado Adrian de Vries, que viveu sob o reinado de Rudolph II. Essas estátuas foram roubadas pelos suecos em 1648 e repostas anos depois. Há ainda uma grande e bizarra obra com estalactites artificiais nos muros laterais do jardim.

No extremo do jardim (oposto ao palácio) pode ser visto um grande lago ornamental com a Estátua de Hércules no centro – outra obra de Adrian de Vries. Atrás desse lago fica a Escola de Equitação, hoje usada para exposições de arte moderna da Galeria Nacional.

Os jardins são abertos para visitação gratuita todos os dias e certamente são um das atrações mais interessantes de Praga.

  • Onde fica?

O Palácio Wallenstein está localizado em meio as históricas ruas do bairro de Malá Strana e pode passar despercebido pelos mais desatentos, já que é cercado por altos muros – eu mesmo quase não o achei hehe. A entrada principal fica na rua Letenská.

Conheça as lendas e curiosidades da Ponte Carlos de Praga clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *