Visitando a Casapueblo em Punta Ballena, a obra prima de Carlos Paez Vilaró

À primeira vista, essa enorme casa branca de traços curiosos em um penhasco à beira do Rio de La Plata imediatamente nos remete à costa mediterrânea de Santorini, na Grécia. Mas não se engane. Ela fica mais perto do que você imagina. Estou falando da Casapueblo, uma das atrações mais famosas do Uruguai e sem dúvidas a obra arquitetônica mais interessante (e por vezes bizarra) de todo o país.

Todo o desenho da Casapueblo foi fruto da imaginação e empenho do grande pintor, escultor, ceramista, arquiteto e escritor uruguaio Carlos Paez Vilaró, que a construiu em torno de uma antiga casa de lata chamada La Pionera. Ano após ano, Vilaró foi executando e aumentando a área construída num trabalho que durou cerca de 36 anos e só foi encerrado com a morte do artista, em 2014. E o resultado final impressiona pelo tamanho, ousadia e arquitetura.

Para Vilaró, a inspiração maior para o desenho da casa foi o Forneiro, pássaro popularmente conhecido como João-de-Barro aqui no Brasil. O artista a usava como residência de verão, além de estúdio para suas criações. Atualmente, a grandiosa casa-escultura abriga um museu, o Museu Taller de Casapueblo, uma galeria de arte, um restaurante e um hotel de luxo, o Club Hotel Casapueblo.

Uma das piscinas do hotel
Um dos restaurantes
  • A visita

Por ser um lugar tão famoso, não poderia deixar de incluí-lo no meu roteiro de viagem pelo Uruguai. Para entrar, é necessário comprar o ingresso na recepção do museu pelo valor de 320 pesos uruguaios. Também é aceito dólar americano e real. Ticket comprado, me dirigi à porta ao lado, desci uma pequena escadaria e finalmente entrei na Casapueblo.

Sala onde é comprado o ticket
Entrada
Entrada

Logo na entrada o visitante é convidado a assistir um vídeo com cerca de 15 minutos na sala de exibições sobre a Casapueblo e a vida de Carlos Paez Vilaró.

Sala de projeções

Também próximo a entrada fica localizado o café-restaurante do museu. Com um ambiente amplo e super aconchegante, o café oferece produtos por preços bem salgados – uma empanada que custa cerca de 60 pesos em Montevidéu me custou 120 pesos e não estava lá muito boa. Se precisar, o café disponibiliza Wi-Fi com bom sinal.

Café-restaurante
Terraço do café

Do terraço do café se tem acesso há um outro terraço que oferece uma das mais belas vistas do museu e que nos dá uma dimensão do luxo e grandiosidade do espaço – aproveite ali para tirar muitas fotos, assim como eu fiz.

Nesse terraço há várias cadeiras para os visitantes se acomodarem durante a cerimônia do pôr do sol – dizem que o melhor lugar para ver o sol se pondo é ali, quando é colocado a gravação de um texto composto por Vilaró, em que ele agradece o sol pela sua existência.  Infelizmente, como eu fui logo após o almoço, não pude acompanhar esse espetáculo da natureza 😪 – fica para a próxima.

Não resisti e tirei uma foto nesse terraço maravilhoso
Só mais uma haha
Terraço onde acontece a cerimônia do pôr do sol e oferece uma das melhores vistas do museu
Acesso entre o terraço do café e o terraço onde acontece a cerimônia do pôr do sol

Dali, entrei novamente no museu para admirar a exposição permanente composta de pinturas, esculturas, fotografias e murais de diferentes fases da carreira de Vilaró. São apenas dois andares com 5 salas com obras expostas, uma loja de souvenir e pronto, acabou o museu.

No final, apesar de admirar e muito a arquitetura da casa, não posso negar minha frustração em pagar uma quantia até que considerável para ver um museu tão pequeno e com tão poucas peças em exibição. Apesar da Casapueblo ser enorme, uma parcela bem pequena é aberta ao público, uma pena 😟.

Mas a visita não foi perdida: além de render bonitas fotos, a região da península de Punta Ballena oferece paisagens naturais impressionantes, com mirantes e praias que podem ser curtidas antes ou depois de sua visita à Casapueblo.

  • Quando ir:

Por ser um importante cartão postal uruguaio, a Casapueblo fica aberta todos os dias do ano, das dez da manhã até o pôr do sol. No verão funciona até as 21h  (os dias são mais longos) e no inverno, até as 19h.

Quando o visitei, em uma segunda feira véspera de natal, havia poucos turistas no local. O dia estava lindo, com um sol de rachar típico do verão uruguaio e a brisa que vem do rio deixa o clima mais ameno.  No inverno, vi vários relatos de pessoas reclamando do frio e dos ventos fortes nas áreas abertas, como os terraços. Então dê preferencia a dias de sol e se quiser assistir ao famoso pôr do sol, vá no finalzinho da tarde.

  • Como chegar

A Casapueblo fica localizada em Punta Ballena, uma península pertencente ao departamento de Maldonado e 16km distante de Punta del Este. A ligação entre as duas Puntas é feita pela Rodovia Interbalnearia.

Carro ou moto são as opções mais simples e comodas de se visitar o museu. Vindo de Montevidéu ou de Punta del Este, basta pegar a rodovia citada até o Lomo de la Ballena, percorrer a avenida panorâmica Carlos Páez Vilaró por 1,6 km até próximo ao mirante. Virando à direita na Calle Mar de Liguria já é possível ver a placa de boas vindas.

Calle Mar de Liguria, rua de acesso ao museu
Fachada voltada para a rua de acesso

De ônibus, apesar de ser uma opção mais barata, a caminhada é maior e pode não agradar a todos. De Montevidéu é necessário pegar no Terminal de Tres Cruces ou no Aeroporto de Carrasco um ônibus com destino a Punta del Este e descer no Lomo de la Ballena. Do mesmo lado que descer acesse a avenida panorâmica Carlos Páez Vilaró e caminhe por cerca de 1,6 km.

Para quem vem de Punta del Este, é necessário pegar um ônibus na rodoviária com destino a Montevidéu e descer no Lomo de la Ballena. Ai será necessário atravessar a rodovia Interbalnearia e finalmente acessar a avenida panorâmica Carlos Páez Vilaró. A caminhada pela avenida é tranquila e oferece belas paisagens – não deixe de observar as grandiosas e modernas mansões da região, uma das mais exclusivas do país. Para a volta, basta fazer o caminho inverso e esperar o ônibus a rodovia Interbalnearia.

Também existem ônibus e vans turísticos que fazem o transporte até Casapueblo (alguns já incluem o ingresso), principalmente na alta temporada.

Táxi e uber são opções de transporte, mas podem sair caro. Utilizando o Wi-Fi do café solicitei um Uber até Punta del Este e a corrida de 20 minutos ficou 575 pesos.

 

  • Informações práticas

Nome: Museu-Taller Casapueblo Carlos Páez Vilaró
Endereço: Calle Mar de Liguria, Punta Ballena – Maldonado, Uruguay – CP 20003
E-mail: contacto@casapueblo.com.uy
Horários: Aberto de Segunda a Domingo, das 10:00 a 18:00h. Todos os dias do ano.
Valores: 320 pesos uruguaios ou 10 dólares americanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *