O que fazer na cidade de Paola, Malta

Localizada a apenas 5km da capital Valletta, a agitada cidade de Paola é conhecida principalmente por suas igrejas, templos megalíticos e a famosa e tradicional procissão da Sexta-Feira Santa.

  • História:

A cidade teve sua pedra fundamental lançada em 1626 pelo Grão-Mestre Antoine de Paule. Porém, escavações revelaram vestígios megalíticos dentro dos limites da cidade. Na época de sua fundação, De Paule incentivou a migração para Paola, dando indenizações às dívidas das famílias que se mudaram para lá, quando o pequeno vilarejo ainda se chamava Casal Nuovo (Cidade Nova). A cidade mais tarde foi nomeada Casal Paola para levar o nome da família do Grão-Mestre.

Paola chegou a ter quase 15 mil habitantes no início dos anos 1950, porém a quantidade de moradores da cidade vem diminuindo nas últimas décadas. Em 2014, a cidade tinha pouco mais de 7 mil habitantes.

Arquitetura típica da cidade
Arquitetura típica da cidade
  • Atrações:

Igreja de Cristo Rei

Uma das maiores e mais bonitas igrejas de Malta, Igreja de Cristo Rei (Paola Parish Church) tem um interior singelo, mas aconchegante.
Existe uma rua situada bem atrás da igreja e que é o melhor lugar para apreciar as várias cúpulas prateadas.

Praça Paola

Principal praça da cidade, a Praça Paola (Pjazza Antone De Paule) fica localizada em frente a Igreja de Cristo Rei e é ao seu redor que está a maioria do comércio da cidade.

Hipogeu de Ħal-Saflieni

O Hipogeu de Ħal-Saflieni é um complexo subterrâneo neolítico formado por várias camaras escavadas na rocha. Datadas da fase de Saflieni (3300 – 3000 aC) na pré-história maltesa, o Hypogeum, como é chamado localmente, pode ter sido no passado um importante santuário e necrópole, com os restos mortais de mais de 7.000 indivíduos documentados por arqueólogos e localizados em três níveis sobrepostos.Em anexo existe um museu com objetos encontrados nas escavações.

O Hypogeum foi descoberto por acaso em 1902, quando trabalhadores que cortavam cisternas para um novo empreendimento residencial e foram abertos ao público em 1908. Depois de anos fechado para renovação, o complexo foi novamente aberto em 2017.

Igreja de São Ubaldesca

Construída durante a Ordem de St. John, a igreja é dedicada a São Ubaldesca Taccini , que nasceu em Calcinaia , perto de Pisa , em 1136, e ingressou na Ordem de São João de Jerusalém com a idade de quinze anos.
É a mais antiga igreja de Paola, datada de 1629 e tem estilo barroco. Em seu interior se encontra uma pintura de Lazzaro Pisani.

Mesquita Mariam Al-Batool

A Mesquita da Virgem Maria, Mesquita Paola ou Mesquita Corradino foi construída entre 1978 e 1982. Embora haja uma série de outros locais de culto muçulmano em Malta, a Mesquita Mariam Al-Batool é a única estrutura oficialmente reconhecida e projetada por mesquitas no país.

Cemitério Addolorata

Localizado nos limites da cidade, o Cemitério Addolorata é o maior de Malta e tem um importante acervo de arte tumular. No centro do cemitério fica a bela Capela de Nossa Senhora das Tristezas.

Igreja de Todas as Almas

De arquitetura moderna, a Church of All Souls fica anexada a um dos mais antigos cemitérios da cidade.

Entrada do cemitério. Atrás, é possível ver a igreja
  • Bônus

Tarxien Temples

Apesar de ficarem localizados na cidade vizinha de Tarxien, esse importante complexo arqueológico fica a poucos minutos da Igreja de Cristo Salva, então uma visita á ele pode ser facilmente conciliada. O complexo consiste em três estruturas de templos megalíticos datados de aproximadamente 3150 a.C. A escavação do local, iniciada em 1914, revela que ele foi usado extensivamente para rituais, o que provavelmente envolveu sacrifício de animais .

Em 1992, foram designados como Patrimônio Mundial da UNESCO juntamente com outros seis templos megalíticos de Malta.

Museu e bilheteria do complexo arqueológico
  • Se localize:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *