Um passeio pela Ciudad Vieja, o Centro Histórico de Montevidéu

Um dos passeios imperdíveis de Montevidéu é visitar a Ciudad Vieja, a parte mais antiga e histórica da cidade. O centro velho não é tão grande, mas há bastante coisa pra ver e fazer, por isso, tire pelo menos um dia para curtir com calma suas principais atrações. Há igrejas, praças, monumentos, edifícios históricos e interessantes museus (a maioria deles gratuitos), o que faz uma visita à Ciudad Vieja ser uma volta ao passado da capital uruguaia.

As ruas do centro velho
  • História:

Ciudad Vieja tem esse nome por ser o bairro mais antigo de Montevidéu, lugar onde a cidade surgiu e se desenvolveu. Em 1724, o governador de Buenos Aires, Bruno de Zabala, mandou construir uma grande fortificação em uma península no sul do Uruguai com o objetivo de conter a expansão portuguesa ao redor do Rio de La Plata. Projetos urbanísticos foram implantados nos anos seguintes e em 1730 é instalado o Cabildo, o conselho administrativo do novo vilarejo. Ao redor desse edifício se instalou a praça principal, a atual Praça Contitución, onde também está a Catedral Metropolitana. Entre 1741 e 1780 foi construída uma grande muralha ao redor do povoado e mais dois fortes, um na atual Praza Independencia e outro na atual Praça Zabala – Montevidéu foi uma cidade amuralhada até 1829. Dessas construções, poucos vestígios sobraram, sendo o mais famoso e conservado deles a Porta de La Ciudadela, que marca a entrada à Ciudade Vieja.

Típica casa da Ciudad Vieja
  • Atrações em Ciudad Vieja:

Você pode começar seu roteiro pela Plaza Independencia e ir caminhando até o Mercado del Puerto ou o contrário, ou ir do Rio de la Plata até o Porto. Tudo vai depender dos seus interesses e da disponibilidade de horário e da sua disposição.

  • Plaza Independencia

A principal praça de Montevidéu não está exatamente em Ciudad Vieja, mas por estar ali ao lado, é quase impossível não passar por ela. Projetada em 1837, no centro da praça está o imponente monumento à José de Artigas, que tem um mausoléu subterrâneo. Já ao redor da praça estão edifícios famosos como o Palácio Salvo, o Palácio Estevez e a Torre Executiva, sede do poder executivo do país.

 

  • Puerta de la Ciudadela

Um dos poucos vestígios da grande muralha que cercava a Ciudad Vieja, a Porta da Cidadela marca o limite entre a cidade velha e a cidade nova.

  • Peatonal Sarandí

Principal rua de pedestres e uma das maiores áreas comerciais de Montevidéu, a Peatonal Sarandí foi projetada por Pedro Millán em 1726 e é desde 1922 uma rua exclusiva para pedestres, cortando todo o centro velho. A Sarandí é cercada de edifícios históricos e museus e é equipada com bancos, luminárias e jardineiras. Isso sem falar nas feiras e nas constantes apresentações de artistas de rua.

  • Museu Torres García

Inaugurado em 1949, esse museu presta homenagem ao pintor uruguaio Joaquim Torres García, tendo em seu acervo pinturas, documentos e objetos pessoais.

  • Teatro Solís

Maior e mais importante teatro do país, o Solís foi inaugurado em 1856 e presta homenagem ao navegante espanhol Juan Díaz de Solís, comandante da primeira expedição europeia no Rio da Prata.

  • Palácio dos Correios

  • Museu Gurvich

Esse museu foi criado pela Fundação Gurvich em 2005 para promover o trabalho e a vida do artista uruguaio José Gurvich . A coleção do museu é composta de livros, catálogos, placas e cartões, além do usufruto de uma coleção permanente de óleos, desenhos, aquarelas, murais, esculturas e objetos.

  • Plaza Constitución

Mais antiga praça da cidade, é popularmente conhecida como Praça da Matriz, por se localizar em frente à Catedral. Seu atual nome é por nesse lugar ter sido declarada a 1 constituição da República Oriental do Uruguai. Aqui é realizada uma interessante feira de antiguidades.

  • Catedral Metropolitana

Inicialmente construída entre 1720 e 1740, precisou ser completamente reconstruída em 1790, por problemas estruturais. A nova igreja Matriz, Catedral Metropolitana, foi inaugurada em 1804 em estilo neoclássico. Nessa igreja ocorreu a benção da primeira bandeira e o juramento da primeira constituição, além de estarem sepultados os arcebispos e bispos de Montevidéu, além de outras autoridades eclesiásticas, civis e militares.

  • Cabildo – Museu e Arquivo Histórico Municipal

Um dos mais antigos prédios da cidade, o antigo Cabildo de Montevidéu foi primeiramente construído em 1730, para ser a sede administrativa da colônia. O atual edifício é de 1804 e desde 1958 funciona como sede do Museu e Arquivo Histórico Municipal, com um importante acervo.

  • Museu Andes 1972

O museu é uma homenagem à memória das 29 pessoas que morreram devido ao acidente Vôo 571 da Força Aérea Uruguaia nos Andes e àqueles que arriscaram suas vidas para salvar o resto. É um lembrete daqueles 16 uruguaios que voltaram à vida depois dos 72 dias nos Andes, congelando as condições climáticas, sem comida e roupas adequadas. Foi inaugurado em 2013.

  • Museu Histórico Nacional – Casa Rivera

O Museu Histórico Nacional foi criado em 1838 como um espaço para a formação da identidade nacional uruguaia . Atualmente está integrado por várias casas de figuras históricas destacadas onde se exibem documentos, livros, fotografias, obras de arte, mobiliário e objetos de época, em busca de dar a conhecer o processo de formação do país como um estado independente percorrendo seus principais marcos históricos. , a construção da nacionalidade, assim como as diferentes culturas que se desenvolveram em seu território. A sede principal é a Casa do General Fructuoso Rivera.

  • Casa de Lavalleja

Essa casa colonial foi construída em 1783 para ser residência da família do General Juan Antonio Lavalleja, governador provisório do Estado Oriental do Uruguai. Desde 2006, a casa está aberta ao público em forma de museu, com salas que exibem objetos de época.

  • Plaza Zabala

Essa praça presta homenagem a Bruno Mauricio de Zabala, fundador da cidade e é uma das poucas praças de Montevidéu que mantém seus portões e portões de ferro.

  • Palácio Taranco – Museu de Artes Decorativas

O Museu de Artes Decorativas contém várias pinturas, esculturas, têxteis, ornamentos e mobiliário europeu. Está instalado no Palácio Taranco, palácio erguido no início do século XX e projetado pelos arquitetos franceses Charles Louis Girault e Jules Chifflot León, que também projetaram o Petit Palais e o Arco do Triunfo em Paris.

  • Banco de la Republica

Um dos maiores edifícios da Ciudad Vieja, a sede do Banco da República foi construída em 1938 a partir de um projeto do arquiteto italiano Giovanni Veltroni.

  • Igreja de São Francisco de Assis

Dedicada a São Francisco de Assis, a igreja foi construída em 2 de dezembro de 1840 em estilo neo-românico pelo arquiteto franco-uruguaio Victor Rabu, que se inspirou na basílica de St. Sernin em Toulouse, França.

  • Museu do Carnaval

Foi inaugurado em 2006 para promover a história e as tradições do Carnaval no Uruguai, além de outras danças e festas típicas do país, como o Candombe e a Murga – apresentações gratuítas são frequentes nesse museu.

Evento no museu
  • Mercado del Puerto

Um dos lugares mais famosos e visitados da cidade, principalmente pelos turistas que descem dos cruzeiros que param no porto, o Mercado del Puerto foi inaugurado em 10 de outubro de 1868 nos moldes de uma estação ferroviária – as estruturas de ferro foram construídas na Inglaterra. Ao contrário de outros mercados municipais, o Mercado del Puerto é um centro gastronômico, cheio de restaurantes famosos (e caros) e que tem como carro chefe a parrillada (carnes diversas servidas na brasa). Ao redor do mercado existem várias feiras que vendem produtos diversos.

Comércio ao redor do mercado
  • Rambla

Uma das avenidas mais famosas de Montevidéu, a Rambla percorre toda a costa da cidade, em uma extensão de mais de 22,2 quilômetros ininterruptos – é a mais longa calçada contínua do mundo. E a Rambla cerca toda a Ciudad Vieja, onde recebe diferentes nomes: Rambla Franklin D. Roosevelt, Rambla 25 de Agosto, Rambla Francia e Rambla Gran Bretaña.

  • Igreja da Santíssima Trindade

A Igreja da Santíssima Trindade, conhecida como Templo Inglês, foi a primeira igreja anglicana no Uruguai – foi primeiramente construída em 1844 para os imigrantes europeus que fugiam das guerras europeias. Anos depois a igreja foi demolida e reconstruída em 1934 em estilo neoclássico reminiscente dos templos romanos da antiguidade.

  • Porto

Um dos principais portos da América do Sul, o Porto de Montevidpeu desempenha papel importantíssimo na economia do Uruguai.Localizado na parte norte da Ciudad Vieja, o porto foi inaugurado em 1909 e nos últimos anos se tornou também um importante porto turístico – os navios de cruzeiros são cada vez mais comuns e a Buquebus, que faz a travessia no Rio da Prata para quem vem e vai de Buenos Aires tem um terminal de passageiros aqui.

Porto turístico
Prédio da Aduana uruguaia no porto
  • Se localize:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *