Trilha da Pedra Grande em Atibaia/SP

Maior atrativo natural de Atibaia, interior de São Paulo, a Pedra Grande é um enorme rochedo com cerca de 200.000 m² de superfície de pedra, 700 metros de altura e 1418 metros de altitude (mais alto que o Pão de Açúcar) e lá do alto oferece vistas de tirar o fôlego. Pesquisas apontam que essa formação rochosa surgiu há mais de 600 milhões de anos atrás e atualmente ele faz parte da Serra de Atibaia, área de preservação ambiental do Contínuo Cantareira, uma das maiores unidades de conservação do estado. Visitar a Pedra Grande vale muito a pena para quem busca aventura, contato com a natureza ou simplesmente relaxar assistindo o nascer ou o pôr do sol.

  • Como chegar:

Há duas maneiras de chegar ao topo da Pedra Grande. A mais prática e rápida é de carro através de uma sinuosa estrada de terra em meio a vegetação da Serra de Atibaia – os carros 4×4 são os melhores para fazer esse trajeto.

A segunda maneira e também a mais legal e radical é através de trilha. Dando uma rápida pesquisada no Google Maps vi que existem 3 trilhas oficiais que dão acesso à Pedra Grande. Porém, no dia da minha visita, encontrei somente um caminho, bem demarcado e com algumas bifurcações que se conectam.

  • A Trilha:

Com nível de dificuldade de média para difícil, o início da trilha fica dentro do Condomínio Arco-íris, localizado em frente à Pista de Pouso de Asa Delta – basta avisar na portaria que você pretende fazer a trilha que eles liberam a passagem. Recentemente houve uma mudança nas regras de acesso e os visitantes só podem entrar no condomínio de carro a partir das 8.30 da manhã – antes desse horário, será necessário deixar o veículo estacionado do lado de fora e atravessar todo o condomínio a pé até o inicio da trilha, o que pode ser um pouco cansativo. Aqui vale uma crítica ao condomínio por restringir o acesso à área.

De carro, o estacionamento para a trilha fica no final do condomínio, em uma parte alta ao pés do morro e há várias placas informativas indicando como chegar.

Estacionamento aos pés do morro

Carro estacionado, é hora de começar a aventura. A parte inicial da trilha é uma das mais difíceis, pois é marcada por uma subida íngreme e bem escorregadia, o que faz algumas pessoas desistirem já nesse trecho.

O restante do trajeto é feito quase sempre em elevação, com trechos bem inclinados, muitos degraus, rochas e mirantes naturais onde já é possível ter uma degustação da vista principal. A trilha é aberta, então tome muito cuidado com o sol – use protetor solar, bonés e tome muita água para se hidratar.

No meio do trajeto há uma bica d’água em meio à vegetação. Vi alguns relatos de pessoas que passaram mal após beber dessa água, mas eu e meus companheiros de trilha bebemos e não tivemos nenhuma reação adversa.

Já quase no topo, chegamos em uma parte conhecida como “crista da pedra”, que oferece ótimas vistas da cidade e é muito usada para escaladas. Desse trecho já é possível ver a Pedra Grande.

A Pedra Grande estava cheia de turistas e moradores que veem apreciar a belíssima vista, curtir a natureza e praticar esportes radicais como Asa Delta e Parapente.

 

Pedra Grande
Sobre a Pedra Grande
Vista de toda a região

Se você ainda tiver disposição, suba até o Pico do Cocuruto, o ponto mais alto de Atibaia. Esse bonito conjunto de rochas tem uma interessante pedra rachada que proporciona vistas incríveis de toda a região: é possível ver Atibaia, Piracaia, Nazaré Paulista, Bragança Paulista e até a capital, São Paulo. Ao todo, levamos cerca de 2 horas e meia para chegar até o ponto final da trilha, com direito há algumas paradas para descanso – isso sem contar no tempo que ficamos lá em cima.

Pico do Cocuruto

Para descer, levamos cerca de 1.45h pelo mesmo trajeto – se prepare, pois a descida é uma aventura tão grande quanto a subida.

  • O que levar:

Roupas leves, agasalho, capa de chuva, chapéu ou boné, bota ou tênis com solado aderente, água, máquina fotográfica, óculos de sol, filtro solar, documentos pessoais. Lembre-se também que a Pedra Grande está dentro de uma área de preservação e não há banheiros ou lanchonete, então se for levar lanches, não deixe o lixo no local.

  • Se localize:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *