Conheça a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, um lugar repleto de história, arte e cultura.

A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo é um dos mais conhecidos e antigos hospitais do Brasil, além de ser considerado o maior hospital filantrópico da América Latina. Mas a Santa Casa de São Paulo, localizada na região central da capital, é muito mais que um hospital de caridade: ela é arte, cultura e muita história.

    Mas o que é uma Santa Casa?

As Santas Casas de Misericórdia são irmandades filantrópicas criadas com o objetivo de atender os mais necessitados, em especial os pobres, presos e doentes, tendo como fundamentos as doutrinas da Igreja Católica.

A história das Santas Casas teve início em 1498, quando a rainha Leonor de Lancastre, viúva do rei Dom João II, fundou a primeira casa de misericórdia em Lisboa. Com a colonização portuguesa, as casas de misericórdia começaram a se expandir e em 1539 é inaugurada a primeira instituição do tipo no continente americano na cidade de Olinda – instituição essa que também é considerada o primeiro hospital do Brasil.

    A Santa Casa de São Paulo

Já a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo foi oficialmente oficializada em 1599, sendo a quinta casa de misericórdia aberta no Brasil. Porém, documentos recentemente descobertos sugerem que a atividade da Santa Casa de São Paulo acontece desde 1562.

A história da Santa Casa paulistana sempre esteve atrelada ao desenvolvimento de São Paulo e ia mudando de lugar de acordo com o crescimento da cidade, tendo sedes no Largo da Misericórdia, na Chácara dos Ingleses e na Rua da Glória.

Já na segunda metade do século XIX, o Senador Antônio Pinto de Rego Freitas doou para a Irmandade um terreno na Vila Buarque, região central da capital, para que ali fosse construído o Hospital Central da Santa Casa, oficialmente inaugurado em 1884, sendo ampliada com o passar do século.

Apesar da grave crise financeira que atingiu a instituição nos últimos anos, a Santa Casa mantém atualmente 13 unidades hospitalares, duas policlínicas, uma unidade de pronto atendimento (UPA) no município de Guarulhos, três prontos-socorros municipais, 11 unidades básicas de saúde e o Hospital privado Santa Isabel. Além disso, faz parte da Irmandade a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), um dos mais antigos do estado e que oferece cursos de bacharel em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia, além de cursos tecnológicos em Radiologia e Sistemas Biomédicos.

Anexos do Hospital Central
Hospital Santa Isabel

      Pontos de Interesse na Santa Casa:

  • Hospital Central

Esse é o mais antigo prédio da Irmandade em São Paulo e foi inaugurado em 1884, a partir de um projeto do engenheiro Luiz Pucci. Com estilo gótico, o novo hospital foi crescendo e hoje é um dos maiores complexos hospitalares de São Paulo.

  • Capela Nossa Senhora da Misericórdia

Localizada bem no centro do complexo hospitalar, a Capela de Nossa Senhora da Misericórdia da Santa Casa de São Paulo foi construída entre 1900 e 1901 em estilo arquitetônico gótico. Com capacidade para 180 pessoas, nas laterais da Capela encontram-se pinturas das imagens de São João Batista, São Francisco Xavier São Vicente de Paulo, São Luiz Gonzaga, Santo Antonio de Pádua e São Francisco de Salles.

Após um contrato entre a Cúria e a Santa Casa de São Paulo, a capela passou a ser utilizada para casamentos, batizados e outros atos litúrgicos.

  • Salão Nobre

Uma dos espaços mais bonitos de todo o hospital, é nessa sala que são realizadas as reuniões da Mesa Administrativa, dos Irmãos Mesários e outras solenidades.

  • Museu da Santa Casa

Pouca gente sabe, mas a Santa Casa de São Paulo tem em suas dependências um interessante museu repleto de objetos de grande valor artístico e histórico. A organização museológica do espaço começou em junho de 2000 e foi oficialmente inaugurado em março de 2001. Tem ao todo 12 salas expositivas divididas em dois pisos com documentos e objetos importantes da sua trajetória e da história da medicina em São Paulo.

Interior do museu

Muito dos objetos de arte são provenientes de legados de colaboradores e amigos do Museu que por ele passaram. Na Pinacoteca, há retratos de muitas personalidades que colaboraram com a instituição, como provedores, mesários, e pinturas de artistas renomados da época. Há também uma coleção de objetos de arte sacra e mobiliário antigo.

Pinacoteca
Obras de arte

Das 12 salas de exibição, destaco as:

Sala da Revolução Constitucionalista de 1932 – o acervo guarda objetos do movimento revolucionário como documentos, livros, binóculos e capacetes.

Sala Roda dos Expostos – a roda dos expostos de São Paulo foi instituída em 1825 pelo então Provedor da Irmandade e 1° Governador de São Paulo, Lucas Antonio Monteiro de Barros. Se constituía de um cilindro de madeira com sino que tinha como finalidade receber crianças abandonadas – quando um bebê ou criança era depositada na roda e ela era girada, o sino tocava e uma irmã recolhia o bebê, que passava a ser de responsabilidade da Irmandade para cuidados, alimentação e educação.

Sala do Acervo de Farmácia de Manipulação – o acervo da farmácia com seus armários confeccionados no Liceu de Artes e Ofícios, no século XIX, mostra inúmeros frascos e objetos usados em medicamentos farmacológicos, além de alambiques, guias médicas e balanças utilizadas para as preparações.

Sala do Acervo Médico – a Santa Casa é conhecida por ser o primeiro centro de saúde da cidade e esse acervo presta homenagem aos médicos que por ela passaram, com objetos, aparelhos, documentos históricos, fotografias e instrumentos da época.

Sala dos Relógios e Documentos Históricos – o acervo tem uma grande coleção de documentos antigos como atas, termos de compromisso, bilhetes de loteria em favor da Santa Casa e honrarias recebidas. Nas vitrines e nas paredes há também vários relógios, entre outros objetos.

  • Se localize:

Rua Dr. Cesário Mota Junior, 112 – Vila BuarqueCEP 01221-020 – São Paulo/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *