12 museus para você visitar em Estocolmo, Suécia

Estocolmo é uma das mais belas e visitadas cidades da Escandinávia e razões não faltam para isso.  A cidade é formada por 14 belíssimas ilhas, o que a faz ser chamada de Veneza do Norte, tem excelente qualidade de vida e é considerada uma das cidades mais limpas, organizadas e seguras do mundo. Além disso, Estocolmo é o mais importante e vibrante centro cultural da Suécia, abrigando mais de 100 museus com os mais variados temas e estilos. Por isso, eu selecionei 12 dos mais interessantes e vibrantes museus para você conhecer na cidade – todos eles localizados na região central de Estocolmo.

  • Museu Nacional de Belas Artes da Suécia

Oficialmente fundado em 1866 e com um público anual de mais de 300 mil visitantes, o Museu Nacional de Belas Artes tem em seu acervo mais de um milhão peças que vão da Idade Média até os dias atuais e que incluem desenhos, esculturas, gravuras, pinturas, porcelanas e uma biblioteca de arte – apenas a seção de desenhos conta com mais de 700 mil obras. O acervo do museu começou a ser formado no século XVI pelo rei Gustavo I Vasa e foram se expandindo com o passar dos séculos.

Entre as pinturas, destaque para as telas de Perugino, Rembrandt, Goya, Renoir, Manet, Degas, Camille Pissarro, Cézanne, e Gauguin.

  • Museu da Música de Estocolmo

O museu foi fundado em 1899 (então chamado “Musikhistoriska museet”), inspirado por uma exposição de teatro e música que fazia parte da grande exposição de arte e indústria de Estocolmo de 1897. Através de doações, cerca de 200 instrumentos musicais e uma quantidade de material de arquivo referente à história da música e do teatro foi reunida. O novo museu foi aberto ao público em 1901. Em 1932, o museu, sob a forma de um fundo, foi associado à Real Academia Sueca de Música e recebeu um subsídio do estado.

Desde 1979, o museu está instalado na antiga Crown Bakery, o edifício industrial mais antigo de Estocolmo.

  • Museu do Vasa

Esse interessante museu temático tem como maior atração o Vasa, o mais famoso navio sueco. Construído no século XVII a mando do Rei Sueco para ser o navio de guerra mais potente da época, o Vasa teve um destino trágico. Em 10 de agosto de 1628, no dia de sua viagem inaugural, um forte vento inclinou o navio para a esquerda, o que possibilitou a entrada de água para os compartimentos inferiores, causando um naufrágio ainda no porto. 333 anos depois, o Vasa foi encontrado no fundo do mar e imediatamente deu-se inicio a um dos maiores resgastes marítimos da história.

Felizmente o navio estava todo coberto por uma grossa camada de lodo, o que ajudou a conservar quase toda a sua estrutura. Restaurado, o Vasa foi colocado para exposição em um museu temático que conta a história do navio e recria aspectos da vida sueca no século XVII. Rapidamente o Vasa caiu na graça da população, se tornando o museu mais famoso da Suécia e o mais visitado dos países escandinavos, com mais de 1 milhão de visitantes anualmente.

Foto: Lucas Devisate
  • Museu Nórdico

Fundado em 1872, esse museu é dedicado à história do povo sueco e à sua cultura desde finais da Idade Média até à época contemporânea, incluindo temas como gastronomia, danças, trajes e artesanato. O museu tem mais de 1,5 milhões de objetos em suas coleções.  Já o arquivo do museu também abriga uma extensa coleção de documentos e aproximadamente 6 milhões de fotografias que datam da década de 1840 até hoje.

Desde 1907 o museu está instalado em um imponente edifício de arquitetura renascentista dinamarquesa de influência holandesa.

  • Museu Abba

O ABBA The Museum é uma exposição interativa sobre a banda pop de maior sucesso na Suécia, o ABBA – a exposição foi aberta em 2013. As obras coletadas do ABBA são exibidas em um ambiente contemporâneo e interativo e apresentam as seguintes exposições:

– Benny’s Piano – Um piano auto-tocando que está ligado ao próprio piano de Benny em sua casa, então toca quando ele toca.
– Waterloo – Uma seção, parecida com a de Brighton na época do Eurovision Song Contest de 1974, tem uma coleção de muitos itens daquele evento fatídico.
– O Estúdio Polar – Uma recriação do estúdio em que o ABBA gravou a maioria de suas músicas posteriores, você pode ver muitos itens usados ​​no estúdio.
– O Folkpark – A recriação do site ABBA conheceu pela primeira vez.
– Guias de áudio – Uma turnê de áudio guiada, escrita por Catherine Johnson, o escritor do roteiro de Mamma Mia!
– Ring Ring – Um telefone especial que apenas os quatro membros do ABBA sabem o número para.

Apesar de seu nome, esse não é um museu porque não tem coleções, não realiza pesquisas e é com fins lucrativos.

  • Museu Nobel

Instalado no prédio da Bolsa de Valores, o Museu Nobel apresenta informações sobre os ganhadores do Prêmio Nobel e do próprio prêmio, além de informações sobre o seu fundador, Alfred Nobel (1833-1896). A exposição permanente do museu inclui artefatos doados por ganhadores do Prêmio Nobel, apresentados juntamente com histórias de vida pessoal. Foi inaugurado em 2001 em comemoração ao 100º aniversário do Prêmio Nobel.

  • Museu Viking

Na exposição desse museu interativo é possível saber mais sobre a história dos Vikings – suas viagens e maestria na construção naval, bem como a vida cotidiana na fazenda – através de filmes, cenários, projeções e efeitos sonoros, bem como objetos arqueológicos.

  • Museu do Mediterrâneo e Antiguidades do Oriente Próximo

O Medelhavsmuseet ou Museu do Mediterrâneo e Antiguidades do Oriente Próximo tem em seu acervo coleções de objetos históricos da área do Mediterrâneo e do Oriente Próximo. O museu foi formado em 1954 com a junção do Museu Egípcio e a Coleção de Chipre e desde então está localizado no Palácio de Gustav Horn.

  • Palácio de Estocolmo

O Palácio Real de Estocolmo é a residência oficial e o principal palácio real do monarca sueco e é é usado para fins representativos pelo rei enquanto desempenha suas funções como chefe de Estado. O palácio foi projetado por Nicodemus Tessin e erigido no mesmo local que o medieval Tre Kronor Castle, que foi destruído em um incêndio em 7 de maio de 1697. Já as obras do atual palácio seguiram até a década de 1770.

Atualmente, o palácio é composto por 1.430 quartos, dos quais 660 têm janelas e abriga os museus: Livrustkammaren, o Museu de Antiguidades de Gustav III, o Tesouro e o Museu Tre Kronor.

Olha eu em frente ao palácio

  • Museu de Biologia

Esse museu exibe uma coleção de aves europeias e mamíferos em dioramas. Algumas das origens diorama foram criadas pelo artista Bruno Liljefors, conhecido por suas pinturas dramáticas da vida selvagem escandinava. O museu foi construído em 1893 depois de um projeto do arquiteto Agi Lindegren que foi inspirado pelas igrejas medievais da Noruega.

  • Museu da Dança

O Museu da Dança de Estocolmo (Dansmuseet) é um museu para artes performáticas e visuais. Inaugurado em 1953 no porão da Real Ópera Sueca, originalmente exibia uma grande coleção de arte relacionada à dança que pertencia a Rolf de Maré, importante nome do Ballet europeu. Anos depois, passou a ocupar um prédio em Drottninggatan com um acervo formado por materiais da Europa Ocidental que datam entre 1500 e 1850, uma coleção de periódicos datada na virada do século 20, e uma videoteca de milhares de filmes. Há também uma grande coleção de livros sobre dança russa.

  • Museu da Cidade

O museu é dedicado à história de Estocolmo, desde a Idade Média até aos dias atuais, com uma coleção de mais de 300 mil objetos históricos, 20 mil obras de arte e 3 milhões de fotografias – o que faz dele o maior museu de história municipal do país. Desde 1942, ocupa um belo palácio.

  • Se localize:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *