O que ver e fazer em Sliema, um dos principais centros comerciais de Malta

Sliema é uma das maiores e mais vibrantes cidades de Malta. Com mais de 19 mil habitantes, Sliema se junta a sua vizinha St. Julian’s como que quase uma única cidade. Aliás, as duas juntas concentram os maiores polos gastronômicos, hoteleiros e de compras do país. Em Sliema, por exemplo, ficam localizadas as principais lojas de departamentos e de marcas famosas, o melhor restaurante tipicamente maltês (na minha humilde opinião) e o maior resort do país.

A cidade também atrai milhares de turistas por suas belezas naturais e culturais. Localizada à beira mar, Sliema tem praias, parques, praças e um movimentado porto turístico de onde partem os barcos até a capital Valletta. Além, claro, de belíssimas igrejas, marca registrada das cidades maltesas. Vamos conhecer mais Sliema?

Olha eu com Sliema ao fundo

História:

Sliema surgiu como uma pequena vila de pescadores em 1853 e foi declarada paróquia em 1878. Historicamente, sobrados e casas tradicionais maltesas formavam a arquitetura da cidade. Com o desenvolvimento dos últimos anos, essas construções começaram a dividir espaço com modernos edifícios, alguns que inclusive estão entre os mais altos do país. Além do turismo em massa, Sliema é uma das cidades preferidas pelos intercambistas, tendo um grande número de escolas de idiomas e residencias estudantis. Com isso, trânsito carregado e poluição sonora se tornou um problema constante dos moradores, um interessante contraste ao nome da cidade, já que Sliema em maltês significa paz e conforto.

Uma das ruas típicas do bairro e que ainda preservam construções antigas
Uma das ruas típicas do bairro e que ainda preservam construções antigas
Casa típica maltesa em Sliema

O que ver e fazer na cidade:

  • Igreja de Jesus de Nazaré

A igreja surgiu na segunda metade do século XIX com a iniciativa de três padres irmãos: Horatio, Andrew e Peter Paul Borg, que queriam construir uma paróquia na região. A fachada dessa igreja é uma das mais bonitas de Malta.

  • Tigné Point

O Tigné Point é uma península originalmente ocupada por várias fortificações e um complexo de quartéis britânico, que foram abandonados por muitos anos, até que a área foi reconstruída no início do século XXI. Essa área era originalmente conhecida como Punta di Santa Maria e atualmente é dominada por grandes prédios e pelo Point Shopping Mall, o maior centro comercial de Malta, com mais de 50 lojas. Ao redor dessa península fica a Tigné Point Beach, uma das principais praias da região, com águas claras e calmas.

  • Forte Tigné

Foi construído pela Ordem de São João entre 1793 e 1795 para proteger a entrada de Marsamxett Harbour e é um dos mais antigos fortes poligonais do mundo. O forte foi amplamente alterado pelos britânicos no século 19, e permaneceu em uso pelos militares até 1979.

  • Oratório Salesiano

Bonita capela pertencente ao colégio salesiano de Sliema.

  • Igreja de São Gregório, o Grande

É nessa igreja que todos os anos, em setembro, é realizada a procissão e festa do santo padroeiro St. Gregory the Great, festa muito famosa entre turistas e malteses e animada por bandas típicas e queima de fogos.

  • Dingli Circus

Esse bonito cruzamento de avenidas me chamou muito a atenção pelos belos e conservados edifícios ao redor.

  • Exiles Beach

Popular praia em Sliema, famosa principalmente por suas piscinas naturais.

  • Torre de St. Julian’s

Também conhecida como Torre di San Giuliano ou torre de Sliema, essa é uma pequena torre de vigia concluída em 1658 como parte das torres De Redin, uma séries de torres costeiras construídas pela Ordem de São João ao redor de Malta. Uma bateria de artilharia foi construída ao redor da torre em 1715. Hoje, a torre e os restos da bateria são um famoso e movimentado restaurante.

  • Calçadão à beira-mar (Promenade)

Um dos passeios imperdíveis em Sliema é andar pelo belo calçadão à beira-mar, conhecido como Promenade ou simplesmente “Passeio de Sliema”. Ele começa em St. Julian’s, rodeia toda a cidade e termina na cidade vizinha de Gzira. Ao longo de todo esse trajeto há monumentos, praças, aparelhos de ginástica, pista de caminhada, cafés e restaurantes.

  • Independence Garden

Logo abaixo do calçadão à beira-mar, o Independence Garden é um dos lugares preferidos pelas crianças maltesas, já que conta com playground, fontes e lanchonetes. É também conhecido como Parque do Gato, já que tem uma grande estátua de um gato, pet muito presente em Malta (bem mais que os cachorros).

  • Calçadão de compras

Sliema é o principal centro comercial de Malta e boa parte dos shoppings e grandes lojas de departamento ficam na Triq Bisazza, rua exclusiva para pedestres. Nas redondezas ficam lojas como Zara, Marks & Spencer e M.A.C e redes alimenticias como McDonald’s, Burguer King e Pizza Hut.

  • Stella Maris Church

Datada de 1853, essa é a mais antiga e importante igreja de Sliema, sendo a matriz de todas as paróquias da cidade. Dedicada à Estrela do Mar, foi ao redor dessa igreja que a vila de Sliema se formou.

  • Sliema Ferry

É desse pequeno porto turístico que partem os barcos até a capital Valletta – prático, bonito e baratos, a travessia entre as duas cidade é um dos passeios mais interessantes de Malta.

Barco fazendo a travessia entre Sliema e Valletta
  • Pôr do sol

Um dos lugares mais bonitos de se observar o pôr do sol é do litoral de Sliema. Um dos pontos de observação é a passarela em Tigné Point, que proporciona belas vistas de Valletta.

Passarela que serve como ponto de observação
Valletta vista de Sliema durante o pôr do sol

Bônus: polo gastronômico

Sliema é também um dos mais importantes polos gastronômicos de Malta, com uma grande variedade de bares, restaurantes, lanchonetes e cafés. Um dos mais famosos é o Ta’ Kris, restaurante localizado em uma pequena travessa no calçadão de lojas de Sliema e que é na minha humilde opinião o melhor restaurante tipicamente maltês – saiba mais clicando aqui.

Ta’ Kris: 80 Fawwara Ln, Sliema, Malta.

Outro lugar que super indico é a Sottozero, uma das melhores sorveterias que vi na vida. Apesar de ter poucas opções de sabores, a casa preza por baixos preços, ótimo atendimento e qualidade das massas. O meu favorito era o de Kinder, simplesmente fantástico. Um copo com duas bolas saí por 3,50€.

Sotozzero: Triq Ix – Xatt, Tas-Sliema, Malta.

Se localize:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *