Tour pela Vinícola Concha y Toro

Um dos passeios mais populares e tradicionais para se fazer em Santiago é um tour pela tradicional vinícola Concha y Toro. Fundada em 1883 pelo Don Melchor de Concha y Toro, de onde vem seu nome, a vinícola é atualmente administrada pela família Guilisasti e Larrain. Maior produtora e exportadora de vinhos do país, ela é responsável por quase 40% do mercado interno, com vinhedos de mais de 10 mil hectares tanto no Chile quanto na Argentina. Seu renome é tanto que em 2014 e 2015 ganhou o título de marca de vinhos mais poderosa do mundo pela Intangible Business.

Os lindos vinhedos
Uma das bodegas da vinícola

O vinhedo da Concha y Toro que eu e o Dan, meu companheiro de mochilão, visitamos foi a que fica nos arredores de Santiago.  Lá, é possível fazer dois tipos de tour: o Tradicional, que proporciona um passeio por boa parte das instalações externas e internas e a degustação de alguns vinhos; e o Marques de Casa Concha, que oferece o mesmo passeio + uma degustação mais completa de queijos e vinhos com um sommelier. Ambos os tours devem ser reservados com certa antecedência, já que a procura é grande e podem ser feitas pelo próprio site da vinícola ou através de uma agência de turismo, como nós fizemos.

Eu e o Dan na entrada da vinícola
Entrada principal
Área para descanso

Se você optar em ir por conta própria, o trajeto é o seguinte:

  • Transporte público: em Santiago, é preciso pegar a linha 4 até a Estação Las Mercedes. Chegando na estação, se dirija a saída Concha Y Toro Oriente. Já do lado de fora, você pode optar por um táxi ou por ônibus – linhas 73, 80 ou 81) e pedir para descer na vinícola. Todo esse trajeto dura entre uma hora e uma hora e meia.
  • Carro: Saindo da capital, é preciso pegar a Autopista Vespucio Sur e depois a “Salida 39 Departamental Vicuña Mackenna”. Depois acesse a Avenida Vicuña Mackenna  pelo sul e a Avenida Concha Y Toro.
Os belíssimos jardins da Concha y Toro

Nós fomos com a Sousas Tour (http://sousastour.com/), agência especializada em brasileiros no Chile, para fazer o tour tradicional, que saiu por 27 mil pesos por pessoa (valor referente a janeiro de 2016) e durou aproximadamente 4 horas (a agência oferece descontos se mais de um passeio for fechado com eles).

Os vinhedos

O motorista da agência nos pegou no hostel às 8 hrs e chegamos por volta das 9 hrs na vinícola, onde pegamos nossos tickets e esperamos cerca de 30 minutos até o tour realmente se iniciar. Nos juntamos com um grupo de cerca de 40 pessoas e fomos todos acompanhados da simpática  guia Macarena (quem não lembra da música? ::otemo:: ), que nos contou a história do lugar e nos explicou como é feita a plantação e colheita das uvas e a produção dos vinhos. O passeio foi feito em espanhol, porém é possível escolher visitas em inglês ou português.

A simpática guia Macarena

Visitamos o parque e os jardins externos, como o Jardim de Variedades, o lago, os vinhedos, e as instalações internas da casa, que incluíram o lugar onde o vinho é processado e armazenado. Nesse mesmo lugar fizemos uma rápida degustação de vinhos (e ganhamos uma taça exclusiva da Concha). Mas o auge do passeio é o Casillero del Diablo, uma adega subterrânea e temática, que tem um interessante show de luzes e sons e onde é guardado o mais famoso vinho da Concha y Toro, o Casillero del Diablo.

Hora da degustação de vinho
Ponto alto do tour: Casillero del Diablo
bodega da Casillero del Diablo
Casillero del Diablo

No final do tour, passamos pela loja da Concho y Toro, onde é possível comprar os mais diversos produtos da marca (mas que são bem carinhos).

Loja da Concha y Toro

Loja da Concha y Toro
Clássica selfie com os vinhedos da Concha y Toro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *